Em um processo conhecido como efeito sanfona, elas veem os quilos eliminados retornarem. Manter o corpo magro e saudável a longo prazo pode ser difícil, o que faz surgir a pergunta: “como emagrecer definitivamente”?

Por que emagrecer pode ser tão difícil?

É importante lembrar que, embora exista uma predisposição genética para a obesidade, muitos dos quilos que acumulamos ao longo do tempo devem-se a um estilo de vida inadequado.

A alimentação ocidental é baseada em produtos refinados, gordurosos e adoçados.

Portanto, culturalmente existe um forte estímulo para consumirmos alimentos ricos em calorias e pobres em nutrientes.

Por que é importante emagrecer?

Vale a pena fazer esse esforço e mudar hábitos apenas para se conformar a um padrão social de estética e boa forma?

Se o seu objetivo para emagrecer é esse, realmente a resposta é não. É importante destacar que o processo de perda de peso envolve muito mais que a boa forma — é um tratamento da obesidade, que é uma doença.

A pessoa obesa, além de uma série de dificuldades no dia a dia, tem um risco maior de desenvolver patologias graves, inclusive as maiores causadoras de mortes.

Portanto, emagrecer é uma decisão relacionada à saúde. Ela garante mais qualidade de vida no presente, favorece a longevidade e reduz a incidência de uma série de problemas comuns durante o processo de envelhecimento. Esse é um objetivo pelo qual vale a pena se esforçar.

Como emagrecer?

Não ensinaremos nenhuma dieta da moda, um chá que seca barriga ou um truque matinal que garantirá seu emagrecimento rápido e duradouro.

Porém, temos a certeza de que, se você seguir essas orientações, terá um emagrecimento duradouro.

1. Beba água

A água não emagrece, mas facilita o processo de emagrecimento. Ela promove uma desintoxicação no organismo, além reduz a sensação de fome.

Entre os muitos benefícios da água, podemos destacar sua atuação no intestino. Esse órgão absorve os nutrientes que ingerimos, metaboliza as substâncias que recebemos por meio dos alimentos e interfere no emagrecimento. Para que esses processos aconteçam perfeitamente, a hidratação é fundamental.

2. Mude sua alimentação

Mudar a alimentação é essencial para quem quer saber como emagrecer de vez. Isso não significa seguir dietas da moda, comer porções pequenas de alimentos poucos nutritivos ou restringir o consumo de macronutrientes importantes, como a dieta low carb faz com os carboidratos.

A reeducação alimentar para o emagrecimento envolve não só a alteração na quantidade dos alimentos, mas principalmente na qualidade do que está em nosso prato. Prepare refeições balanceadas, que contenham:

  • 25% do prato ocupado por carboidratos: evite os refinados e dê preferência aos integrais, que possuem mais nutrientes e fibras;
  • 25% do prato ocupado por proteínas: prefira vegetais ou, caso consuma carne, evite as mais gordurosas;
  • 50% do prato ocupado por vegetais: abuse das verduras e legumes, colorindo suas refeições. Isso garantirá a variedade de nutrientes e ajudará você a se sentir saciado por mais tempo.

3. Pratique exercícios

A prática de exercícios físicos é fundamental não só para o processo de emagrecimento, mas também para a saúde. As atividades não só queimam as calorias que ingerimos por meio do alimento.

Com o estímulo adequado, elas aumentam o tecido muscular, ou seja, a massa magra.

4. Pratique a temperança

Mesmo alimentos saudáveis aumentam a nossa gordura corporal quando ingerimos uma quantidade maior que a necessária. Os cereais são um exemplo.

Pão e arroz integrais, por exemplo, são fontes de nutrientes e fibras. Porém, são calóricos. Não é preciso eliminá-los do cardápio, e sim consumir apenas a porção que o organismo precisa. Isso é temperança.

Também existem produtos que devemos evitar completamente. Um exemplo é o álcool. Além de todos os prejuízos que ele traz ao organismo, danificando o cérebro e afetando outros órgãos, as bebidas alcoólicas são bastante calóricas. Veja os dados a seguir:

  • 1 grama de carboidrato fornece 4 calorias ao organismo;
  • 1 grama de proteína fornece 4 calorias;
  • 1 grama de álcool fornece 7,1 calorias ao organismo, ou seja, quase o dobro do carboidrato e da proteína.

Portanto, fazer um prato magrinho mas abusar do vinho, da cerveja e do whisky definitivamente não é uma escolha inteligente para quem quer saber como emagrecer de vez.

5. Faça do Sol o seu aliado

Em contato com o Sol, nosso organismo produz a vitamina D. Esse é um hormônio que participa de uma série de processos no organismo e também contribui para o emagrecimento.

Entre outros papéis, a vitamina D ajuda a regular a produção e absorção de insulina. Isso significa que ela contribui para manter os níveis de glicose no sangue estáveis.

Quando isso acontece, nosso corpo consegue aproveitar a energia dos alimentos por um período mais longo, reduzindo a nossa necessidade de comer com muita frequência.

Portanto, se você não quer sentir fome a toda hora, tome sol! Estabeleça um tempo de exposição de acordo com seu tom de pele — pessoas morenas precisam de um período mais longo para a síntese de vitamina D.